10 de out de 2007

HALLOWEEN

A história do dia das Bruxas tem origem há mais de 2500 com o povo celta, que acreditava que no último dia do verão (31 de outubro) os espíritos saíam dos cemitérios e tomavam posse dos corpos vivos. Para afugentar esses espíritos, os celtas colocavam em suas casas objetos assustadores como caveiras, abóboras enfeitadas, ossos decorados e outros. Como era uma festa pagã, foi condenada na Europa durante a idade média, passando a ser chamada de Dia das Bruxas. Os que comemoravam essa data eram queimados nas fogueiras pela inquisição.
Para que fossem diminuídas as influências pagãs na Europa medieval, a igreja “cristianizou” a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).
Na cultura americana a festa é comemorada por crianças trajadas de caveiras, duendes, monstros e figuras do gênero, que andam de casa em casa à procura de doces e guloseimas que, se negados, darão motivo para que as crianças aprontem travessuras com os ocupantes da casa.
No Brasil essa comemoração é recente. Tendo sido trazida pela influência da cultura americana através da televisão e também pelos cursos de língua inglesa. Como alguns no Brasil acharam que esse folclore nada tem a ver com o nosso país, foi criado em 2005 pelo nosso “exemplar” “governo”, o Dia do Saci, também comemorado em 31 de outubro, trocando apenas de personagem.

1) O Halloween (dia das Bruxas) está completamente arraigado em paganismo e ocultismo.
2) O Halloween glorifica satanás.
3) O Halloween trata o ocultismo como "inofensivo".
4) O Halloween é a aparência do mal.

Dr. Samuel Costa afirma no seu comentário sobre "Seduzidos pela Feitiçaria Chique": “Na Bíblia Sagrada, feitiçaria é uma espiritualidade associada às obras da carne e jamais à vida no Espírito. Lemos: "não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam" (Gálatas 5.20-21).”


http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/halloween.htm
http://www.chamada.com.br/mensagens/feiticaria.html

MD5 original: [07B64B382CF712133FAE0E6AAF9B7B45]

2 comentários:

Guilherme Negreiros disse...

Marcelo,
ótimo texto, curto e diz muito, bom pra internet.
Esse blog está se tornando fonte de consultas vou divulgá-lo.

Guiomar disse...

Olá Marcelo,
Gosto muito do seu caráter apológetico. Daria apenas um conselho que me deu Carluka com sua experiência artística: Por uma cor mais clara que facilita a leitura e torna o blog mais atraente. Se quiser dê uma olhadinha no nosso.
davidguiomar.blogspot.com Abraços.